• CMAG

SE PREPARE PARA OS NOVOS TEMPOS, DURANTE E APÓS CORONAVÍRUS

Atualizado: Abr 17

O que diz a AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA – ANVISA sobre Segurança da limpeza e desinfecção de superfícies, cabe para todas as atividades

A limpeza e a desinfecção de superfícies são elementos que convergem para a sensação de bem- -estar, segurança e conforto dos pacientes, profissionais e familiares nos serviços de saúde. Corrobora também para o controle das infecções relacionadas à à saúde, por garantir um ambiente com superfícies limpas, com redução do número de microrganismos, e apropriadas para a realização das atividades desenvolvidas nesses serviços.


O ambiente é apontado como importante reservatório de microrganismos nos serviços de saúde, especialmente os multirresistentes. Ainda, a presença de matéria orgânica favorece a proliferação de microrganismos e o aparecimento de insetos, roedores e outros, que podem veicular microrganismos nos serviços de saúde. Dessa forma, o aparecimento de infecções nos ambientes de assistência à saúde pode estar relacionado ao uso de técnicas incorretas de limpeza e desinfecção de superfícies e manejo inadequado dos resíduos em serviços de saúde.


Assim, o Serviço de Limpeza e Desinfecção de Superfícies em Serviços de Saúde e outras atividades, apresenta relevante papel na prevenção das infecções relacionadas à assistência à saúde, sendo imprescindível o aperfeiçoamento do uso de técnicas eficazes para promover a limpeza e desinfecção de superfícies.

O Serviço de Limpeza e Desinfecção de Superfícies em Serviços de Saúde e a outros estabelecimentos compreende a limpeza, desinfecção e conservação das superfícies fixas e equipamentos permanentes das diferentes áreas. Tem a finalidade de preparar o ambiente para suas atividades, mantendo a ordem e conservando equipamentos e instalações, evitando principalmente a disseminação de microrganismos responsáveis pelas infecções relacionadas à assistência à saúde humana.


As superfícies em serviços de saúde e outros ambientes de convívio humano compreendem mobiliários, pisos, paredes, divisórias, portas e maçanetas, tetos, janelas, equipamentos para a saúde, bancadas, pias, macas, divãs, balança, computadores, instalações sanitárias, grades de aparelho de condicionador de ar, ventilador, exaustor, luminárias, bebedouro, aparelho telefônico e outros.


O Serviço de Limpeza e Desinfecção de Superfícies em Serviços de Saúde e outros ambientes deverá contribuir para prevenir a deterioração de superfícies, objetos e materiais, promovendo conforto e segurança aos usuários e aos funcionários, por intermédio de um meio limpo. Deverá também sempre considerar a importância de manter as superfícies limpas (diminuindo o número de microrganismos dessas) com otimização de custos.

Atualmente, o interesse por parte dos profissionais de saúde nas áreas de apoio, incluindo o Serviço de Limpeza e Desinfecção de Superfícies em Serviços de Saúde, deve-se à atual percepção da existência do ambiente e de sua importância na prevenção de infecções relacionadas à assistência à saúde.


Deve-se utilizar um sistema compatível entre equipamento e produto de limpeza e desinfecção de superfícies (apresentação do produto, diluição e aplicação). O profissional de limpeza sempre deverá certificar se os produtos de higiene, como sabonete e papel toalha e outros são suficientes para atender às necessidades do setor. Cada setor deverá ter a quantidade necessária de equipamentos e materiais para limpeza e desinfecção de superfícies.


Recomenda-se exclusividade no kit de limpeza e desinfecção de superfícies. Utilizar, preferencialmente, pano de limpeza descartável. O sucesso das atividades de limpeza e desinfecção de superfícies depende da garantia e disponibilização de panos ou cabeleiras alvejados e limpeza das soluções dos baldes, bem como de todos equipamentos de trabalho. Os panos de limpeza de piso e panos de mobília devem ser preferencialmente encaminhados à lavanderia para processamento ou lavados manualmente no expurgo.

Os discos das enceradeiras devem ser lavados e deixados em suporte para facilitar a secagem e evitar mau cheiro proporcionado pela umidade. Todos os equipamentos deverão ser limpos a cada término da jornada de trabalho. Sempre sinalizar os corredores, deixando um lado livre para o trânsito de pessoal, enquanto se procede à limpeza do outro lado. Utilizar placas sinalizadoras e manter os materiais organizados, a fim de evitar acidentes e poluição visual.


A frequência de limpeza das superfícies pode ser estabelecida para cada serviço, de acordo com o protocolo da instituição. A desinsetização periódica deve ser realizada de acordo com a necessidade de cada instituição. O cronograma semestral para a desinsetização deve estar disponível para consulta, assim como a relação dos produtos utilizados no decorrer do semestre.

Texto adaptado de publicação da Anvisa com Referências bibliográficas APECIH – Associação Paulista de Estudos e Controle de Infecção Hospitalar. Manual Técnico de Limpeza e Desinfecção de Superfícies Hospitalares e Manejo de Resíduos. Rio de Janeiro: IBAM/COMLURB, 2010. 28 p. Ministério da saúde. Coordenação de Controle de Infecção Curitiba: PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO – SP. Secretaria Municipal de Saúde. Comissão de Controle de Infecção – CCI – SMS. Limpeza e Desinfecção de Superfícies em Serviços de Saúde.


A CMAG é uma empresa preparada tecnicamente e com pessoal treinado e qualificado,

utilizando produtos de última geração, para atender as suas necessidades de serviços de limpeza e desinfeção, no comercio, indústria, hotéis, pousadas e residências, seguindo as normas da ANVISA. Acesse o link disponível em seguida, faça seu cadastro para continuarmos a enviar informações importantes sobre temas de seu interesse e para mantermos contato para atende-lo com atenção pessoal



55 visualizações

Av. José Bento Ribeiro Dantas,  S/N

Marina - Armação dos Búzios - RJ, 28950-000

Fone: 022 - 2629 - 1971 

 © 2020 - CMAG CENTRO DE MANUTENÇÕES LTDA - ME 28.442.198/0001-82